São Leopoldo, 16/10/2020

STIHL é vencedora do Prêmio Exportação RS 2020

Empresa conquistou a categoria Destaque Setorial Metalúrgico pelos resultados apresentados em 2019, quando registrou mais de R$ 715 milhões com exportações. Para 2020, previsão é de crescimento de mais de 50%.

STIHL é vencedora do Prêmio Exportação RS 2020

A STIHL Ferramentas Motorizadas, com unidade fabril em São Leopoldo (RS), será agraciada com o Prêmio Exportação 2020 na categoria Destaque Setorial Metalúrgico. O mérito, promovido pela Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (ADVB/RS), é considerado o principal reconhecimento na área de comércio exterior no Estado. Com público limitado e exclusivo para as empresas vencedoras, o evento está agendado para ocorrer presencialmente no dia 1º de dezembro, em área a céu aberto na sede da ADVB/RS. Cumprindo e adaptado aos rígidos protocolos de segurança sanitária que o momento atual exige, a estrutura projetada para o evento contará com camarotes para cada empresa vencedora – respeitando o distanciamento necessário entre os participantes.

 

Em 2019, a STIHL alcançou uma receita superior a R$ 715 milhões com exportações. No total, foram destinados produtos da sede brasileira para mais de 70 países, com destaque para Estados Unidos, Alemanha, China, Rússia, Índia e Austrália. No percentual de unidades motoras, a representatividade da América Latina é expressiva. Do total de máquinas comercializadas para todo o mundo pela STIHL Brasil, os países desta região representam mais de 50%. Da mesma forma, outro resultado relevante observado foi o aumento no volume de vendas para Guatemala e Estados Unidos.

 

"Nosso plano de trabalho é sempre personalizar a estratégia comercial de toda a linha de produtos de acordo com as características locais dos importadores, considerando o potencial e o desenvolvimento de cada país. O cenário recessivo em alguns mercados foi o grande desafio enfrentado em 2019, o qual buscamos superar potencializando campanhas de produtos específicos, vendidos especialmente para a América Latina. Além disso, no ano passado, o Grupo STIHL inaugurou uma nova subsidiária no Peru, o que deve incrementar ainda mais as negociações na região pela unidade brasileira", afirma o presidente da STIHL Brasil, Cláudio Guenther. Para 2020, a previsão é de crescimento de mais de 50% na receita com o mercado internacional.

 

Com base no sólido trabalho de Pesquisa e Desenvolvimento em busca de aprimorar a tecnologia oferecida, a organização visa dar continuidade à ampliação do portfólio de produtos, com previsão de lançamentos especialmente na linha a bateria. Este processo, aliado ao forte trabalho comercial e de qualificação realizado com os importadores e subsidiárias, é determinante para o sucesso da estratégia de abertura de novos mercados.

Downloads
Área de Imprensa

Material gráfico: